Últimas Notícias

Lucro líquido recorde de R$ 15,8 bilhões no ano, o maior da história do Sistema Financeiro

BB amplia liderança em crédito com 21,1% de participação de mercado

O Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 15,8 bilhões em 2013, representando RSPL de 22,9%. No 4T13, o lucro líquido atingiu R$ 3,0 bilhões, desempenho que corresponde a um RSPL de 18,0%.
Em 2013 a remuneração aos acionistas atingiu R$ 6,3 bilhões, montante equivalente a 40% do lucro líquido, sendo R$ 3,3 bilhões na forma de juros sobre capital próprio (JCP) e R$ 3,0 bilhões em dividendos. O valor por ação alcançou R$ 2,23.
O valor proporcional ao 4T13 foi de R$ 1,2 bilhão, destes R$ 871,6 milhões na forma de JCP e R$ 365,2 milhões em dividendos. O valor por ação no trimestre foi de R$ 0,44.

Banco do Brasil é líder em ativos totais

Os ativos do Banco do Brasil superaram R$ 1,3 trilhão em dez/13, crescimento de 13,5% em 12 meses e 3,5% em relação ao trimestre anterior, favorecido principalmente pela expansão da carteira de crédito. O Banco do Brasil é líder em ativos entre as empresas do setor financeiro da América Latina.

Carteira de crédito ampliada do BB cresce 19,3% em 12 meses

A carteira de crédito ampliada, que inclui TVM privados e garantias prestadas, atingiu R$ 692,9 bilhões em dez/2013, crescimento de 19,3% em 12 meses e 6,2% em relação ao trimestre anterior. Destaques para o financiamento imobiliário, crédito ao agronegócio e às empresas, que registraram incrementos em 12 meses de 87,2%, 34,5% e 19,5%, respectivamente. Ao final de 2013, o BB ampliou a sua liderança em crédito no Sistema Financeiro Nacional (SFN), atingindo 21,1% de participação de mercado.

Crédito imobiliário atinge R$ 24,1 bilhões

O crédito imobiliário atingiu saldo de R$ 24,1 bilhões em dez/13, expansão de 87,2% em 12 meses. O financiamento às empresas cresceu 122,6% em um ano, atingindo saldo de R$ 5,9 bilhões e o financiamento às pessoas físicas cresceu 78,0% no mesmo período, com saldo de R$ 18,2 bilhões e mais 161 mil operações contratadas. Em relação ao volume contratado no trimestre, as pessoas físicas responderam por R$ 3,2 bilhões enquanto as empresas representaram R$ 2,5 bilhões.

Maior financiador do agronegócio brasileiro com 66,1% de participação

O financiamento ao agronegócio encerrou 2013 com a marca de R$ 144,8 bilhões. Esse montante é 34,1% maior do que o registrado no mesmo período de 2012 e 11,3% superior em relação a set/13.
O BB ampliou a sua liderança neste segmento, atingindo 66,1% conforme os dados do Sistema Nacional de Crédito Rural. Destaques para as operações de crédito agroindustrial, que atingiram saldo de R$ 34,6 bilhões, evolução de 60,9% em 12 meses.
Na safra 2013/2014, os desembolsos efetuados já somam R$ 42,3 bilhões e são 27,2% superiores se comparados ao mesmo período da safra anterior. Destaques para agricultura empresarial e agricultura familiar com desembolsos de R$ 34,1 e R$ 8,3 bilhões, respectivamente.

Crédito para Empresas supera R$ 323 bilhões

O saldo de crédito concedido às empresas encerrou dez/13 com R$ 323,2 bilhões, crescimento de 19,5% em 12 meses e 6,2% em relação ao trimestre anterior. As operações de capital de giro1 e de investimento obtiveram crescimento de 14,1% e 26,3% em 12 meses, respectivamente. Destaque também para as operações com TVM privados e garantias prestadas que atingiram saldo de R$ 61,7 bilhões ao final do período, crescimento de 26,4% em 12 meses. Essas operações são negociadas com empresas de grande porte e historicamente apresentam baixo risco.

As operações com micro e pequenas empresas (MPE) apresentaram crescimento de 12,3% em 12 meses. A principal evolução foi observada nas operações de investimento, que registraram evolução de 25,2% no mesmo período.

Carteira de crédito Pessoa Física Orgânica cresce em linhas de menor risco

A carteira de crédito orgânica, formada por operações com clientes pessoa física do Banco do Brasil, finalizou dez/13 com saldo de R$ 134,3 bilhões, crescimento de 3,3% no trimestre e de 16,2% em 12 meses. Desse total, 74,5% estão concentrados nas linhas de crédito de menor risco (Crédito Consignado, CDC Salário, Financiamento de Veículos e Crédito Imobiliário), evolução de 40 pontos-base em relação ao fim de 2012.

BB detém liderança nos desembolsos para investimento

O desembolso de crédito para investimento atingiu o montante de R$ 55,8 bilhões ao fim de 2013. Desde 2008, o BB é o agente financeiro líder no repasse global de recursos das linhas do BNDES, atingindo em 20132 uma participação de mercado de 24,3%, com a realização de aproximadamente 508 mil operações no ano. Destaca-se também a liderança absoluta do BB no Cartão BNDES, BNDES Automático e BNDES Finame Agrícola.

Inadimplência no ano recua e segue em patamares bem abaixo do SFN

Os índices de inadimplência do BB se mantiveram em patamares bem menores do que os observados no SFN. Em dez/13, o índice de operações vencidas há mais de 90 dias representou 1,98% da carteira de crédito. No mesmo período, o SFN registrou índice de 3,0%.

A qualidade da carteira de crédito do Banco do Brasil é evidenciada pela concentração de 95,0% das operações na faixa de risco AA-C. O nível de cobertura da carteira de crédito, que demonstra a relação entre a provisão existente e as operações vencidas há mais de 90 dias, encerrou o mês de dezembro em 191,7%, mantendo-se acima do apresentado pelo mercado.

No período, os índices de perda de crédito3 e de recuperação de perdas4 alcançaram 2,3% e 25,3%, respectivamente. Ambos os valores registrados pelo BB representam desempenho superior ao do mercado, fruto de aperfeiçoamento no modelo de recuperação de crédito e de eficiência na cobrança.

Outro destaque é o Risco Médio5 que apresentou índice 3,56% no 4T13 ante os 3,81% do 4T12, mostrando que a despesa com provisão possui crescimento inferior ao crescimento da carteira de crédito.

1 Inclui linhas de capital de giro, recebíveis, cartão de crédito, conta garantida e cheque especial
2 Acumulado até outubro de 2013, último dado disponível
3 Relação entre o montante baixado para prejuízo e o total da carteira de crédito em 12 meses
4 Relação entre o montante recuperado de prejuízo e o total ingressado em prejuízo em 12 meses

Captações totais do BB superam R$ 1 trilhão

As captações totais do Conglomerado BB apresentaram crescimento de 11,3% em doze meses, atingindo saldo de R$ 1,02 trilhão. As captações comerciais, que incluem Depósitos Totais, Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Operações Compromissadas com Títulos Privados, atingiram saldo de R$ 607,2 bilhões, crescimento de 17,7% em 12 meses. Destaque para os saldos de LCA e Operações Compromissadas com Títulos Privados que atingiram R$ 79,2 bilhões e R$ 33,6 bilhões, crescimento de 132,8% e 251,3% em doze meses, respectivamente. Já as captações no exterior totalizaram US$ 51,2 bilhões, acréscimo de 13,7% em relação ao fim de 2012.

BB Seguridade consolida liderança de mercado

A BB Seguridade apresentou lucro líquido de R$ 2,5 bilhões em seu primeiro ano de operação, registrando RSPL de 39,3% em 2013.
No ano, as Companhias coligadas à BB Seguridade atingiram uma participação de mercado combinada6 de 24,3%, com crescimento de 3,1 pontos percentuais sobre a participação detidas no ano anterior.
No mercado de previdência privada aberta, a Brasilprev alcançou a posição de líder em arrecadação total em 2013, com 31,2% de participação. Mais relevante, foi a participação da Companhia em termos de captação líquida, que atingiu 54,8% de toda a indústria em 2013.
Em capitalização, a Brasilcap aumentou para 29,3% a sua participação no volume contratado em 2013, contra 23,1% no mesmo período do ano passado.
Entre os produtos de seguros, destaca-se a participação de 70,9% em seguro rural, fruto do volume de contratações realizadas nos onze primeiros meses de 2013.

BB aumenta participação no mercado de cartões

O faturamento com cartões atingiu R$ 205,9 bilhões em 2013, crescimento de 22,4% em relação ao ano anterior. Considerando-se os dados do 4T13, o montante chegou a R$ 59,7 bilhões, evolução de 23,9% em relação ao último trimestre. De acordo com valores de faturamento do mercado, projetados pela Abecs – Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços para 2013, o desempenho do BB representaria um aumento na participação de mercado de 23,2% em 2012 para 24,3% no último ano.
Um dos destaques no período está relacionado à movimentação financeira realizada por meio dos cartões BB com a Bandeira Elo, que atingiu um volume de R$ 13,2 bilhões em 2013, incremento de 2.572,5% nos últimos 12 meses.

BB mantém liderança em administração de recursos de terceiros

A BB DTVM atingiu, em dez/13, o volume de R$ 493,7 bilhões em recursos administrados, crescimento de 11,2% em relação ao mesmo período de 2012 e participação de mercado de 20,9%. Destaque para o segmento institucional, que apresentou evolução de 20,4% em 12 meses, com patrimônio de R$ 210,0 bilhões.
BB é o primeiro banco brasileiro a liderar o ranking Anbima de Emissões Externas
Em 2013, o Banco do Brasil atuou em 22 das 45 operações de captação externa realizadas por emissores brasileiros (empresas, bancos e governo) no mercado de capitais internacional, todas elas na condição de joint book-runner, de acordo com as operações do ranking Anbima, representando uma participação de 48,9%.

6 Considera o total das receitas de seguros previdência e capitalização exceto seguro saúde

As operações coordenadas pelo BB somaram mais de US$ 23 bilhões de um total de aproximadamente US$ 38,4 bilhões emitidos em 2013. Esse desempenho posicionou o BB na liderança do ranking Anbima de Emissões Externas.

Liderança no Comércio Exterior

Em 2013 o BB manteve-se líder nos principais mercados que envolvem o comércio exterior brasileiro. No mercado de câmbio de exportação, o volume contratado no BB atingiu US$ 15,1 bilhões, com participação de 24,6%. Em relação ao câmbio de importação, o volume alcançou US$ 13,0 bilhões, o que representou participação no mercado de 22,7%. Em relação aos Adiantamentos sobre Contratos de Câmbio e Cambiais Entregues (ACC/ACE), principal modalidade de financiamento às exportações, a participação de mercado do Banco foi de 31,3%.

BB integra índice de sustentabilidade BM&F Bovespa pelo nono ano consecutivo

Pelo nono ano consecutivo, o Banco do Brasil integra a carteira do ISE, índice de sustentabilidade empresarial da BM&F Bovespa. O ISE é uma ferramenta para análise comparativa do desempenho das empresas listadas na bolsa paulista, sob o aspecto da sustentabilidade corporativa. A carteira diferencia empresas e grupos comprometidos com a sustentabilidade em termos de qualidade, transparência e prestação de contas. Além disso, atua como promotor das boas práticas no meio empresarial brasileiro e serve de apoio aos investidores na tomada de decisão.

Veja também!

Itaipava emprego Alagoinhas

Dono da Itaipava divulga nota de esclarecimento sobre novas contratações

Grupo Petrópolis, dono da Itaipava, que possui uma unidade em Alagoinhas, divulgou nota esclarecendo forma de seleção para preenchimento de vagas de emprego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *