Últimas Notícias

Salvador registra deflação em maio

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de Salvador apresentou, em maio, variação negativa (deflação) de 0,01%, inferior à taxa apurada no mês de abril (0,56%). Em maio de 2012, o IPC havia registrado variação de 0,90%, segundo dados da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia – SEI, autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan).

No acumulado dos últimos 12 meses (jun. 2012 – maio. 2013), a taxa situou-se em 5,67%, resultado inferior ao acumulado nos 12 meses imediatamente anteriores (maio. 2012 – abr. 2013), que foi de 6,63%.

Em maio de 2013, os produtos/serviços que tiveram maiores contribuições para a redução da taxa, com suas respectivas variações de preços, foram: Cerimônias familiares e religiosas (-16,21%), Tomate (-10,28%), Cebola (-9,62%) , Móvel para copa e cozinha (-9,06%), Pintura (material+mão de obra) (-4,95%), Ônibus à distância (-4,38%), Energia elétrica residencial (-3,41%), Móvel para sala (-2,82%), Frango congelado (-2,30%) e Serviço de reparo (mão de obra) (-1,21%). Em contrapartida, os produtos cujos preços exerceram maiores pressões para o aumento da taxa foram: Cruzeiro marítimo (7,50%), Pacote turístico (5,97%), Feijão rajado (4,13%), Custo diversos (3,85%), Leite pasteurizado (3,58%), Taxa de água e esgoto (3,39%), Leite em pó (2,47%), Refeição a peso (1,32%), Lanche (1,16%), Aluguel residencial (0,78%).

Dos 375 produtos/serviços pesquisados mensalmente pela SEI, 113 registraram queda nos preços, 109 não tiveram alterações e 153 registraram acréscimos. Levando-se em conta apenas os reajustes individuais, os produtos cujos preços mais diminuíram, em maio do ano corrente, foram: Teatro (-26,67%), Abacaxi (-16,26%), Cerimônias familiares e religiosas (-16,21%), repolho (-11,62%), tomate (-10,28%), cebola (-9,62%), móvel para copa e cozinha (-9,06%), pepino (-8,94%), chuchu (-6,80%) e Medicamento oftalmológico (-5,82%).

Desempenho dos grupos
Em maio de 2013, dos sete grandes grupos que compõem o IPC/SEI, cinco registraram decréscimos e dois tiveram aumentos. O grupo Artigos de Residência apresentou redução de 0,35% por causa da queda nos preços de móvel para copa e cozinha (-9,06%), filmadora (-5,52%), cortina (3,15%) copo de vidro (3,08%) e televisor (-2,92%). Já o grupo Habitação e Encargos contou com variação negativa de 0,26% em virtude do decréscimo no preço de itens como energia elétrica e residencial (3,41%), álcool de limpeza (3,27%) cera e lustra móveis (2,16%) e tinta para casa (1,40%).

No grupo Vestuário, foi registrada redução de 0,15% em razão da queda nos preços de Sandália de borracha infantil, masculina e feminina (-5,47%), Calção, sunga, maiô e biquine infantis (-3,58%) e bermuda e short femininos (-2,76%). Outro grupo onde houve diminuição foi o de Transportes e Comunicação, com redução de 4,95% em decorrência das alterações nos preços de pintura (material e mão de obra) (-4,95%), ônibus à distância (-4,38%), e serviço de reparo (mão de obra) (1,21%). O grupo Despesas Pessoais também sofreu decréscimo (-0,02%), em consequência, principalmente, das variações nos preços de ingressos para teatro (26,67%), cerimônias familiares e religiosas (-16,21%) e caderno (-1,18%).

Entre os grupos que sofreram acréscimo está Alimentos e Bebidas (0,33%), influenciado principalmente pelos subgrupos Alimentação no Domicílio (0,20%) e Alimentação fora do Domicílio (0,62%). O grupo Saúde e Cuidados Pessoais sofreu um acréscimo de 0,13%, determinado pela elevação nos preços de produto para pele (3,57%), consulta médica (2,78%) artigo de maquiagem (2,45%) e escova de dentes (1,41%).

Veja também!

Itaipava emprego Alagoinhas

Dono da Itaipava divulga nota de esclarecimento sobre novas contratações

Grupo Petrópolis, dono da Itaipava, que possui uma unidade em Alagoinhas, divulgou nota esclarecendo forma de seleção para preenchimento de vagas de emprego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *