Últimas Notícias

Quarta semana de novembro tem superávit de US$ 428 milhões

A quarta semana de novembro, com cinco dias úteis (19 a 25), teve saldo positivo na balança comercial de US$ 428 milhões, com média diária de US$ 85,6 milhões. A corrente de comércio (soma das exportações e importações) foi de US$ 8,252 bilhões, com resultado por dia útil de US$ 1,650 bilhão.

As exportações, no período, foram de US$ 4,340 bilhões, com média diária de US$ 868 milhões, que é 24,3% inferior à média de US$ 1,147 bilhão, registrado até a terceira semana do mês. Neste comparativo, houve retração nas exportações das três categorias de produtos. Entre os manufaturados (-34,3%), o recuo foi devido, principalmente, a autopeças, açúcar refinado, automóveis de passageiros, veículos de carga, laminados planos, motores e geradores elétricos, e tratores. Nos básicos (-21,6%), a queda foi influenciada por petróleo em bruto, milho em grão, carne de frango e bovina, café em grão, algodão em bruto, soja em grão, e fumo em folhas. Entre semimanufaturados (-3,9%), houve redução, especialmente, nas vendas de açúcar em bruto, celulose, ferro-ligas, semimanufaturados de ferro e aço, e couros e peles.

Na quarta semana de novembro, as importações foram de US$ 3,912 bilhões, com resultado médio diário de US$ 782,4 milhões. Na comparação com a média até a terceira semana do mês (US$ US$ 1,153 bilhão), houve retração de 32,1%, explicada, principalmente, pela redução nos gastos com combustíveis e lubrificantes, adubos e fertilizantes, siderúrgicos, aparelhos eletroeletrônicos, químicos orgânicos e inorgânicos, e plásticos e obras.

Mês

Nos 15 dias úteis de novembro, as exportações somaram US$ 15,812 bilhões, com média diária de US$ 1,054 bilhão, resultado 3,2% abaixo ao de novembro de 2011 (US$ 1,088 bilhão). Houve queda das exportações dos produtos semimanufaturados (-8,7%), em consequência de embarques menores de óleo de soja em bruto, ferro fundido, alumínio em bruto, semimanufaturados de ferro e aço e açúcar em bruto. Entre os básicos (-7,6%), a retração foi devida, principalmente, a soja em grão, café em grão, minério de ferro, fumo em folhas, algodão em bruto e carne de frango. Por outro lado, cresceram as vendas de manufaturados (5,4%), em razão de plataforma de perfuração e exploração de petróleo, óleos combustíveis, laminados planos, aviões, açúcar refinado, hidrocarbonetos, e motores e geradores elétricos.

Em relação à média diária de outubro deste ano (US$ 989,2 milhões), as exportações tiveram aumento de 6,6%, com crescimento nas vendas de produtos básicos (10,7%) e manufaturados (5,9%), enquanto decresceram as exportações de semimanufaturados (-1,6%).

As importações do período chegaram a US$ 15,445 bilhões e registraram média diária de US$ 1,029 bilhão. Houve recuo de 2,9% na comparação com a média de novembro do ano passado (US$ 1,060 bilhão). Neste comparativo, verificou-se diminuição nas despesas, principalmente, com veículos automóveis e partes (-21,7%), equipamentos mecânicos (-16,4%), siderúrgicos (-14,4%), aparelhos eletroeletrônicos (-9,8%), farmacêuticos (-7,5%) e adubos e fertilizantes (-4,8%).

Na comparação com a média de outubro de 2012 (US$ 823,9 milhões), houve aumento de 12,7%, devido a aquisições maiores de combustíveis e lubrificantes (103,5%), aeronaves e peças (24%), cobre e suas obras (21,2%), veículos automóveis e partes (10,5%), e químicos orgânicos e inorgânicos (9,4%).

O superávit em novembro está em US$ 367 bilhões (média diária de US$ 24,5 milhões). A média diária do saldo no mês está 14,3% inferior a de novembro do ano passado (US$ 28,6 milhões) e 67,6% menor que a de outubro deste ano (US$ 75,4 milhões).

A corrente de comércio mensal alcançou US$ 31,257 bilhões (resultado diário de US$ 2,083 bilhões). Pela média, houve queda de 3% no comparativo com novembro do ano passado (US$ 2,148 bilhões) e aumento de 9,5% na relação com outubro último (US$ 1,903 bilhão).

Ano

De janeiro à quarta semana de novembro deste ano (226 dias úteis), as vendas ao exterior totalizaram US$ 218,172 bilhões (média diária de US$ 965,4 milhões). Na comparação com o desempenho diário do mesmo período de 2011 (US$ 1,022 milhões), as exportações caíram 5,6%. As importações foram de US$ 200,434 bilhões, com resultado médio diário de US$ 886,9 milhões. O valor está 2,1% abaixo da média registrada no mesmo período de 2011 (US$ 906,2 milhões).

No acumulado do ano, o saldo positivo da balança comercial chega a US$ 17,738 bilhões, com o resultado médio diário de US$ 78,5 milhões. No mesmo período de 2011, o superávit foi de US$ 26,3 bilhões, com média de US$ 116,4 milhões. Pela média, houve diminuição de 32,6% no comparativo entre os dois períodos. A corrente de comércio soma, em 2012, US$ 418,606 bilhões, com média diária de US$ 1,852 bilhão. O valor é 4% menor que a média aferida no mesmo período no ano passado (US$ 1,928 bilhão).

Veja também!

Itaipava emprego Alagoinhas

Dono da Itaipava divulga nota de esclarecimento sobre novas contratações

Grupo Petrópolis, dono da Itaipava, que possui uma unidade em Alagoinhas, divulgou nota esclarecendo forma de seleção para preenchimento de vagas de emprego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *