Últimas Notícias

Inflação oficial de junho registra menor variação desde agosto de 2010

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) apresentou variação de 0,08% em junho, apresentando uma forte desaceleração em relação à taxa de 0,36% registrada no mês de maio. Com o resultado de junho, o menor desde agosto de 2010 (0,04%), o primeiro semestre do ano fechou em 2,32%, bem abaixo dos 3,87% relativos ao primeiro semestre de 2011. Considerando os últimos doze meses, o índice situou-se em 4,92%, o mais baixo desde setembro de 2010 (4,70%) e inferior aos doze meses imediatamente anteriores (4,99%), dando continuidade à trajetória decrescente iniciada de setembro para outubro de 2011, quando passou de 7,31% para 6,97%. Em junho de 2011, a taxa havia ficado em 0,15%.

O grupo transporte foi o principal responsável pelo resultado do IPCA de junho, com –1,18% de variação e impacto de –0,24 ponto percentual. O item automóveis novos exerceu a mais forte pressão para baixo. Isso ocorreu em razão do IPI reduzido desde 21 de maio, que levou a uma queda de 5,48% nos preços e impacto de -0,19 ponto. Influenciado pelos novos, no mercado dos automóveis usados, os preços se reduziram em 4,12%, provocando impacto de -0,07 ponto. Juntos, somaram –0,26 ponto percentual de impacto no índice

Além dos automóveis, os preços dos combustíveis (de –0,64% em maio para –0,51% em junho) continuaram em queda, embora menos acentuada. O etanol apresentou variação de –1,24% (-1,34% em maio) e a gasolina ficou em –0,41% (-0,52% em maio). Caíram, ainda, os preços dos acessórios e peças para automóveis (de 0,06% para –0,48%), das motocicletas (de 0,50% para –0,42%) e do seguro voluntário (de 1,67% para –0,04%).

Em contrapartida, os transportes públicos tiveram alta. As tarifas dos ônibus urbanos aumentaram 0,87%, ante 0,07% do mês anterior, em razão do reajuste de 12,00% ocorrido em Salvador (9,60%) a partir de 04 de junho, e de 8,00% ocorrido em Goiânia(5,88%) a partir de 20 de maio. Subiram também as tarifas dos ônibus intermunicipais, de –0,10% em maio para 0,97% em junho, reajustadas em 8,00% em Salvador (6,10%) a partir de 12 de junho. As tarifas aéreas (de –10,85% para 0,76%) reverteram a expressiva queda registrada no mês anterior e o táxi (de 1,16% para 0,89%) continuou em alta, mas em menor intensidade.

No grupo habitação (de 0,80% em maio para 0,28% em junho), a energia elétrica, com -0,67% contra alta de 0,72% em maio, exerceu importante influência no índice do mês. Várias regiões diminuíram o valor das contas, especialmente a de Fortaleza, cuja queda chegou a 5,42% em razão da redução do PIS/COFINS/PASEP. A taxa de água e esgoto (de 2,32% para 0,83%), também contribuiu para a desaceleração no mês. Para cima, os destaques ficaram com o aluguel residencial (de 0,63% para 0,68%),condomínio (de 0,47% para 0,54%) e mão de obra para reparos (de 1,50% para 0,92%), com este último item mostrando alta mais moderada do que no mês anterior.

Nos eletrodomésticos ocorreu queda de 1,02% em junho, ante a alta de 0,46% em maio, reduzindo o grupo artigos de residência de 0,17% para –0,03%.

Também sofreram desaceleração os artigos de vestuário (de 0,89% em maio para 0,39% em junho), além de outros itens importantes que apresentaram menor ritmo de crescimento de maio para junho, como remédios (de 0,98% para 0,05%) e empregado doméstico (de 0,66% para 0,61%).

Assim, o agrupamento dos produtos não alimentícios teve queda de 0,10% em junho contra alta de 0,25% em maio.

Quanto aos alimentos, houve desaceleração em relação a maio, passando de 0,73% para 0,68%. Os preços dos feijões, que haviam aumentado 9,10% em maio, apresentaram queda de 1,63% em junho. Mesmo assim, acumulam alta de 46,82% no ano, tendo em vista a menor oferta do produto, cuja safra foi prejudicada em função de problemas climáticos, além da diminuição da área plantada. Oarroz também aumentou menos, passando de 2,11% para 1,01%

Veja também!

Itaipava emprego Alagoinhas

Dono da Itaipava divulga nota de esclarecimento sobre novas contratações

Grupo Petrópolis, dono da Itaipava, que possui uma unidade em Alagoinhas, divulgou nota esclarecendo forma de seleção para preenchimento de vagas de emprego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *