Últimas Notícias

BB lança novo modelo de composição de taxas para crédito imobiliário e reduz juros até 21%

O Banco do Brasil anunciou hoje, 1º, dentro do programa BOMPRATODOS, novo modelo de composição de taxas para crédito imobiliário que bonifica a pontualidade e a manutenção de conta salário no BB. O Banco também anunciou a redução da taxa de juros, que pode chegar a 21% com o novo modelo.

A redução contempla todos os clientes do Banco, independentemente do relacionamento, e será ainda maior para aqueles que pagarem suas prestações em dia. Neste caso, os clientes terão a redução de 0,5 ponto percentual na taxa de juros. Outro 0,5 ponto percentual de redução na taxa será obtido com a manutenção da conta salário no BB.

O cálculo da bonificação é automático e será realizado mensalmente, não sendo necessária nenhuma ação por parte do cliente, apenas manter as prestações em dia e escolher o BB como banco de relacionamento.

Para aquisição de imóveis de até R$ 500 mil, por exemplo, a taxa de juros foi reduzida de 10% a.a + TR para 8,9% ao ano + TR, para todos os clientes do Banco. Com o pagamento das prestações em dia, a taxa cairá para 8,4% a.a. + TR. Se o cliente também receber o salário no Banco do Brasil, a taxa será ainda menor, de 7,9% ao ano + TR, o que resulta em 21% de redução na taxa de juros. Em um financiamento de R$ 240 mil, em 300 meses, a economia gerada para o cliente poderá ser de até R$ 2.272,00 no primeiro ano e de aproximadamente R$ 28.000,00 no total.

Outro exemplo é a aquisição de imóveis acima de R$ 500 mil, que teve taxa de juros reduzida em até 18,18%. A redução será de 11% a.a. + TR para 10,0% ao ano + TR, para todos os clientes do Banco, podendo cair para 9,5% a.a., se o cliente pagar em dia suas prestações, e para 9% a.a. se o cliente também mantiver sua conta salário no Banco. A economia gerada para o cliente com financiamento de R$ 360.000,00 (fora do SFH), em 300 meses, poderá ser de até R$ 3.376,00 no primeiro ano e de aproximadamente R$ 41.500,00 no total.

Para o vice-presidente de Negócios de Varejo do Banco do Brasil, Alexandre Abreu, “as mudanças adotadas vão além da redução da taxa de juros, na medida em que privilegiam o relacionamento com o cliente ao longo do tempo, bonificando a pontualidade e manutenção do salário no Banco”, disse Alexandre.

Com o BB Crédito Imobiliário, é possível adquirir imóveis residenciais, novos ou usados, em até 360 meses, com carência de até seis meses para começar a pagar e financiamento de até 90% do valor do imóvel.

O novo modelo de relacionamento e as taxas reduzidas entram em vigor para operações contratadas a partir do próximo dia 4 de junho.

– Crédito Imobiliário cresce 107% no BB

No BB, o crédito imobiliário mantém sua trajetória de crescimento com saldo de R$ 8,6 bilhões no primeiro trimestre de 2012, o que representa expansão de 107,3% em 12 meses.

Os desembolsos no trimestre atingiram R$ 1,3 bilhão, 57,8% a mais do que o observado no primeiro trimestre de 2011. O volume de negócios com pessoas jurídicas chegou a R$ 357,4 milhões e com pessoas físicas a R$ 975,2 milhões.

O Banco investe também na melhoria contínua dos processos e oferece condições diferenciadas aos clientes, como carência de até seis meses, financiamento de despesas cartorárias, possibilidade de pagar 11 parcelas por ano, composição de renda de até três proponentes, além de atendimento especializado e segurança na análise documental.

BB REDUZ TAXAS DE JUROS APÓS ANÚNCIO DO COPOM

O BB anunciou também mais uma redução de taxas de juros em linhas de crédito destinadas a pessoas físicas e jurídicas. O ajuste técnico, em taxas mínimas e máximas, acompanha a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de reduzir a Selic em 0,5 ponto percentual.

Entre as taxas reduzidas hoje, destaque para linhas de crédito que contemplam todos os clientes do Banco, como Crédito Automático que tem a taxa mínima reduzida de 1,99% para 1,94%.

O Banco também reduziu taxas anunciadas no programa BOMPRATODOS voltadas para clientes pessoas físicas que recebem o salário no BB e aderiram a um dos pacotes de serviços. Para esses clientes, qualquer operação de crédito no BB, incluindo cheque especial, terá taxa máxima reduzida de 3,94% para 3,90% ao mês.

Para pessoas jurídicas, a maior redução ocorreu na linha BB Giro Rápido, que teve a taxa mínima reduzida de 1,64% para 1,58% ao mês. No BB Giro Empresa Flex, principal linha de capital de giro para as micro e pequenas empresas, os encargos mínimos passam de 1,29% para 1,25% ao mês.

Os juros do cheque especial para as empresas que aderirem ao serviço de Assessoria Financeira PJ sofreram a segunda redução desde o lançamento do BOMPRATODOS, passando de 3,94% para 3,90% ao mês.

As novas taxas do BB entram em vigor a partir de hoje, 1º.

Veja também!

Itaipava emprego Alagoinhas

Dono da Itaipava divulga nota de esclarecimento sobre novas contratações

Grupo Petrópolis, dono da Itaipava, que possui uma unidade em Alagoinhas, divulgou nota esclarecendo forma de seleção para preenchimento de vagas de emprego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *