Últimas Notícias

Índice que reajusta aluguéis diminui na primeira prévia de março e fica em 0,48%

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado como referência para o reajuste em contratos de aluguel, ficou em 0,48% na primeira prévia de março. O índice, divulgado hoje (11) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), diminuiu em relação ao apurado no mesmo período do mês anterior, que foi de 0,66%.

No ano, o índice acumula alta de 2,29% e, nos últimos 12 meses, de 10,79%.

Os três índices que compõem o IGP-M apresentaram redução nas taxas de um levantamento para o outro. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que corresponde a 60% da taxa global, passou de 0,76% na primeira prévia de fevereiro para 0,56% na primeira leitura de março.

Dentro do IPA, as matérias-primas apresentaram a maior redução (de 2,40% para 0,52%), influenciadas pelo minério de ferro (de 5,65% para 0,52%), pela soja (de –0,70% para –5,46%) e pelo milho (de 7,69% para 1,33%). Os bens intermediários também tiveram decréscimo, de 0,73% para 0,52%; e os bens finais subiram de –0,64% para 0,66%.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que responde por 30% do IGP-M, diminuiu de 0,45% para 0,35%. Três das sete classes de despesa apresentaram diminuição na taxa: educação, leitura e recreação (de 1,63% para 0,07%), com destaque para cursos formais (que no levantamento anterior havia apresentado alta de 2,00% e nesta apuração não apresentou variação); transportes (de 1,53% para 0,80%), com a contribuição de tarifa de ônibus urbano (de 3,29% para 0,26%) e despesas diversas (de 0,88% para 0,27%), principalmente jogo lotérico (de 7,13% para 1,59%).

Ficaram mais caros os preços em vestuário (de -0,63% para 0,54%), habitação (de 0,33% para 0,58%), saúde e cuidados pessoais (de 0,36% para 0,43%) e alimentação (de -0,10% para -0,04%).

Último componente do IPG-M, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que representa 10% da taxa global, passou de 0,52% para 0,23% no período. Os preços de materiais, equipamentos e serviços subiram com menor força, passando de 0,79% para 0,44%; e o custo da mão de obra, que não apresentou variação depois de ter alta de 0,24% no levantamento anterior.

Para calcular a primeira prévia de março do IGP-M, a FGV coletou preços entre os dias 21 e 28 de fevereiro.

Agência Brasil

Veja também!

Itaipava emprego Alagoinhas

Dono da Itaipava divulga nota de esclarecimento sobre novas contratações

Grupo Petrópolis, dono da Itaipava, que possui uma unidade em Alagoinhas, divulgou nota esclarecendo forma de seleção para preenchimento de vagas de emprego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *